Início Artigos

Como Funciona o Serviço de Bordo na Aviação Executiva? Saiba Tudo o que os Comissários fazem!

1316

Os comissários de bordo são parte da indústria da aviação civil. Nós os encontramos em massa nas diversas companhias aéreas e rotas comerciais. No entanto, muitas pessoas ainda duvidam que haja aeromoças trabalhando com serviço de bordo na aviação executiva. Os pilotos devem atender os passageiros específicos ou haverá profissionais especializados para atender e cuidar da segurança das pequenas aeronaves?

Você quer Saber a História da 1ª Comissária de Bordo?

A carreira de comissária de bordo começou por volta de 1930, quando a jovem enfermeira Ellen Church (Ellen Church) obteve licença para pilotar aviões e foi proibida da profissão porque nenhuma companhia aérea aceitava mulheres no avião.

Na época, ela sugeriu ao executivo da Boeing Air Transport, Steve Simpson, que a empresa contratasse enfermeiras como comissárias de bordo para ajudar a acalmar e cuidar dos passageiros que têm medo de voar. Desde então, os comissários de bordo ou aeromoças tornaram-se indispensáveis.

Porém, antes disso, os responsáveis ​​por cuidar dos passageiros, dar suporte na entrada, transportar bagagens e ajudar em tudo que fosse necessário durante o voo eram os pilotos e copilotos.

Portanto, atualmente, o serviço de bordo na executiva demanda profissionais da aviação capacitados.
Por isso, os comissários de voo e aeromoças devem dedicar-se em atenderem os passageiros à borda, oferecendo assim uma ótima assistência a toda tripulação do avião.

Como aeronaves da classe executiva costumam ser pequenas, geralmente não há espaço para comissários de bordo, e por conta disso ,o serviço de bordo é deixado a cargo do comandante e copiloto. Em muitos casos, os passageiros do avião são responsáveis ​​pela execução de alguns serviços básicos, como preparar e servir as bebidas e alimentos.

Qual é a Diferença entre Aviação Comercial e Serviço de Bordo na Executiva?

Você tem que saber que o trabalho da tripulação na aviação comercial é muito mais complicado do que na aviação executiva. Em primeiro lugar, pelo tamanho da aeronave e, em segundo lugar, pelo número de passageiros atendidos, ou seja, quantidade de pessoas.

Na aviação comercial, ao contrário dos serviços administrativos a bordo, os comissários de voo precisam seguir uma lista de verificação mais ampla e realizar várias verificações para garantir que tudo está normal e que o voo pode ser realizado com segurança.

  • Briefing de Voo: Primeiro, uma reunião deve ser realizada entre a tripulação de voo para discutir os requisitos de voo;
  • Inspeção de Aeronaves: Os comissários de voo e aeromoças inspecionam a aeronave para confirmar se todos os itens atendem aos padrões de segurança. Por isso, eles verificam as fechaduras das portas (travamento), banheiros, depósitos de mantimentos do avião, assentos e coletes salva-vidas dos comissários de bordo (comissário de voo/aeromoça), e etc;
  • Embarque de Passageiros: O comissário observa e cumprimenta todos os passageiros para atender às suas necessidades durante o embarque. Nesse ponto, eles podem até mesmo movimentar passageiros ou bagagens para melhorar o equilíbrio do peso na aeronave.
  • Inspeção do Avião: A inspeção final antes da decolagem para verificar se todos os passageiros estão confortáveis ​​e cumprem todas as normas de segurança, por isso estes profissionais da aviação devem fazer a vistoria das portas de emergência do avião;
  • Decolagem da Aeronave: Nesta etapa ocorre as instruções de segurança e os procedimentos mais recentes antes da decolagem;
  • Serviço à Bordo: Além de atender às necessidades dos demais passageiros, representa um serviço tradicional de bordo;
  • Pouso do Avião: Enquadra-se na série de novos procedimentos para garantir a segurança no pouso, como garantir que todos os passageiros usem cinto de segurança.

Além de implementar esses procedimentos gerais em todos os voos, os comissários de voo e aeromoças também precisam estar atentos às necessidades dos passageiros. O trabalho da tripulação de cabine também inclui ajudar o comandante e o copiloto a concluir as tarefas dentro da aeronave. Eles também podem gerenciar conflitos entre os passageiros e fornecer assistência em várias situações, como pânico, desconforto e até mesmo informações sobre o tempo e viagens.

Atenção Comissários de Voo: Como Funciona o Serviço de Bordo na Aviação Executiva?

Os serviços de bordo para aviação executiva é simples. Embora seja necessário fazer o check-in como comissário de bordo (comissário de voo/aeromoça), a aeronave é menor e tem menos passageiros, portanto, o trabalho acaba sendo mais simples e dinâmico.

Além disso, os deveres de muitos comissários e aeromoças dependem das capacidades do contratante e da aeronave. Alguns aviões não possuem área de jantar completa, como fornos e geladeiras. Desta forma, o trabalho a ser executado é limitado.

Por conta dessas características únicas, a aviação executiva é mais tranquila e da possibilidade de receber menos passageiros em um ambiente confortável.
No entanto, o serviço de bordo na executiva acabou se tornando uma das posições mais desejadas na profissão de comissário de voo e aeromoça.

Porém, para realizar o sonho de ser comissário, todos precisam experimentar um ponto de partida comum: cursos de comissário de voo/bordo ou curso de aeromoça. No entanto, quem escolhe uma escola tradicional de alta qualidade como o CEAB já se destacou e voou mais alto!

Como Ingressar na Aviação Executiva

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here