O self-bag drop, ou “auto-despache de bagagens”, aos poucos deixa de ser tendência para ser realidade nos aeroportos mais conectados do mundo. Entretanto, ainda há um campo enorme a ser preenchido na maneira que essa prática pode ser realizada. Imagina que o passageiro, ao sair do estacionamento, do táxi ou de seu hotel localizado no terminal, encontra um robô à sua disposição para recolher suas malas e levá-las à aeronave.

Isso é o que Leo, a nova invenção da empresa de infraestrutura aeroportuária Sita, já tem testado em parceria com a Swiss Air no Aeroporto de Genebra, Suíça. O robô recolhe os pertences a serem despachados nas áreas comuns do terminal, seja em hotéis dentro dos terminais, no estacionamento, ou até em restaurantes. Lá estará o robô, pronto para cuidar de sua mala e levá-la ao devido local.

“Isso poupa o tempo do passageiro em filas, uma vez que Leo só funciona após a realização do check-in. O Leo também representa uma tendência no mundo da aviação, que é o embarque total, desde a compra do bilhete até o despache de bagagens, sem necessitar passar por nenhum atendente. Tudo automatizado”, aponta o gerente de Inovação do Sita Lab, Stéphane Cheikh.

Leo é capaz de levar duas bagagens de 32 quilos cada por viagem. Ainda em fase de testes, o robô deve começar a funcionar em agosto deste ano, mesmo que de maneira restrita, para passar a ser realidade no mundo inteiro no futuro. “Não é possível prever quando essa solução será massiva, mas está mais próxima do que todo mundo imagina, principalmente nos aeroportos mais conectados do mundo”, conclui Cheikh.

A novidade foi apresentada durante o Sita Summit 2016, que acontece na última quarta e quinta, em Barcelona. Confira no vídeo abaixo:

Fonte: Panrotas

2 COMENTÁRIOS

    • Olá Kleiquer, tudo bem? Entre em contato através do WhatsApp: (11) 94923-5084 ou (11) 94191-1050 (plantão até 21:30hs) para tirar suas dúvidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here