Início Artigos

Entenda por que o comissário de bordo também é um agente de segurança

1743

Muitos passageiros ainda não levam a sério as recomendações de segurança — para comprovar, basta observar quantas pessoas prestam atenção às demonstrações antes do voo. Porém, mais do que uma pessoa simpática que está lá para oferecer comida, comissário é um dos agentes de segurança de um voo e, por ter contato direto com o cliente, tem um papel fundamental.

Para entender isso melhor, preparamos o post de hoje. Confira por que o comissário de voo é um agente de segurança e como funciona essa parte do seu trabalho.

O que é segurança no voo?

Os procedimentos de segurança no voo foram criados porque existiram acidentes, muitos deles com mortes. Assim, tanto por motivos humanitários quanto econômicos, a segurança no voo é derivada da necessidade de reduzir ao máximo os riscos e custos.

Ela é aplicada tanto de modo preventivo quanto corretivo, ou seja, para evitar acidentes e investigar suas razões, a fim de realizar alterações para que não voltem a acontecer. Para isso, conta-se com a criação de recursos tecnológicos e instruções quanto ao seu uso.

As funções do comissário de voo

De acordo com a lei 7.183, que regula a função do aeronauta, o comissário é “o auxiliar do Comandante, encarregado do cumprimento das normas relativas à segurança e atendimento dos passageiros a bordo e da guarda de bagagens, documentos, valores e malas postais que lhe tenham sido confiados pelo Comandante”. Ou seja, sua função primordial é a segurança no voo.

A segurança no voo começa no planejamento e passa por testes, aprovações e criação de novas tecnologias, mas é aplicada diretamente pelo trabalho do comissário, que transmite esses conhecimentos ao passageiro e cuida para que sejam executados por todos durante o voo.

E isto não se restringe à demonstração das normas de segurança aos passageiros — a segurança preventiva —, tarefa cumprida em todos os voos: o comissário também deve estar atento a qualquer irregularidade e orientar passageiros a procederem de maneira correta — a parte corretiva de seu trabalho.

Lidando com adversidades

É bastante comum que passageiros não se interessem pelo tema da segurança; afinal de contas, desligar celulares ou mudar a posição da poltrona não é algo que lhes agrada. E, ainda, muitos não entendem o porquê dessas precauções. Por isso, o comissário deve ser insistente, mas com gentileza! Siga todas as suas atividades e esteja atento a qualquer irregularidade, esse é o seu papel!

Por muitas vezes, a falta de entendimento da importância das normas de segurança acontece dentro da própria aviação. Nesses casos, a recomendação é a mesma para o caso dos passageiros: seguir fazendo nosso trabalho nos ajuda a fortalecer a imagem e o respeito às nossas atividades.

A segurança é garantida quando o comissário de voo entende que ela depende diretamente de sua postura e cuidado — e é uma de suas atividades cotidianas. Tenha isso como um norte e assegure-se de que todos respeitarão as normas de segurança e seu trabalho!

Você conhece as normas de segurança de voo? Já teve que enfrentar adversidades relacionadas a ela? Conte para a gente nos comentários!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

5 × um =