Ponta do Galeão (início da década de 1920 ). No topo da foto o prédio da Escola de Aprendizes- Marinheiros. No topo da foto o prédio da Escola de Aprendizes- Marinheiros
Ponta do Galeão (início da década de 1920 ). No topo da foto o prédio da Escola de Aprendizes- Marinheiros. No topo da foto o prédio da Escola de Aprendizes- Marinheiros

Tudo começou em 1924. Neste ano, a Escola de Aviação Naval, fundada em 1916, foi transferida para a Ponta do Galeão. Nesta época, os trabalhos começaram, inclusive os de fabricação de aviões.

Fábrica de aviões do Galeão- RJ
Fábrica de aviões do Galeão- RJ

Nesta época, os antigos hidroaviões foram aos poucos substituídos por aviões maiores, dotados de rodas, que precisavam de pistas em terra. Desde os anos da Segunda Guerra Mundial, além de movimentada base aérea da Força Aérea Brasileira, o Aeroporto foi campo de pouso para aviões internacionais” informa um comunicado oficial do Aeroporto Internacional Tom Jobim.

Antigo Galeão. No início da década de 60
Antigo Galeão. No início da década de 60

Em 1950, já depois da Segunda Guerra Mundial, o Aeroporto passou por muitas reformas, principalmente no local de embarque e desembarque. À época, as obras resultaram em um aeroporto bastante moderno.

Da torre de controle, de 56m, Geisel e comitiva observam a parte concluída do Aeroporto Internacional do Rio, inaugurado por ele 20-01-1977
Da torre de controle, de 56m, Geisel e comitiva observam a parte concluída do Aeroporto Internacional do Rio, inaugurado por ele 20-01-1977

Contudo, a inauguração oficial e a abertura para voos comerciais só aconteceu em 1977. Essa inauguração, um dos principais projetos de tecnologia dos anos 1970 no Brasil, tinha como objetivo receber seis milhões de passageiros/ano. A meta foi logo alcançada.

Em 1992, foram reformadas todas as instalações do terminal. Essa ampliação, que aumentou a capacidade do terminal para sete milhões de passageiros ao ano, coincidiu com o início das obras do Terminal 2. O novo saguão, um dos mais modernos da América Latina, com capacidade para atender oito milhões de passageiros ao ano, foi inaugurado em 20 de julho de 1999, possibilitando que o Aeroporto ultrapassasse o dobro da sua capacidade” destaca o comunicado oficial.

Pouso-no-Galeo-por-Marcus-Hoyer

Há dois anos, em 2014, as atividades de operação, manutenção e ampliação foram transferidas da Infraero para o RIOgaleão, que investirá cerca de R$ 5 bilhões em obras de infraestrutura e melhorias nos serviços do Aeroporto ao longo dos 25 anos de concessão, dos quais R$ 2 bilhões estarão concentrados até os Jogos Olímpicos de 2016.

Nesse mesmo ano de 2016, o Rio de Janeiro vai receber um grande número de turistas internacionais para a disputa das Olimpíadas e para o carnaval. A porta de entrada, na maioria dos casos, será o Tom Jobim.

Fonte: Diário do Rio

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here