Deixe o medo de viajar em casa. Quem sente aquele frio na barriga antes de entrar no avião não precisará mais passar por isso. Ao menos é o que sugere Tatarenko Vladimir. O engenheiro ucraniano desenvolveu um projeto inusitado que pode salvar inúmeras vidas em desastres aéreos.

O avião teria a cabine retirada, sobrando, assim, apenas a “casca” do jato. Com isso, uma cápsula a substituiria, assim, separando-se a parte interior da fuselagem do restante da aeronave. Aparentemente, o número de assentos seria disposto como na forma original, bem como o compartimento de bagagens.

Em meio a uma catástrofe, o tubo seria liberado durante o voo, aterrissando com segurança em terra ou em alto-mar, com a abertura de dois paraquedas e a liberação de um material inflável para amortecer a queda.

ASSISTA AO VÍDEO

Segundo dados da Organização Internacional de Aviação Civil (ICAO), ao longo dos últimos dez anos, 8% de todos os acidentes aéreos acontecem na decolagem, 21% no pouso e 71% durante o voo. As causas de acidente transferem ao fator humano a responsabilidade de 75% dos desastres.

Embora seja uma ideia promissora, a Aviation Safety Network (ASN) pontuou que 2015 foi o ano mais seguro da aviação comercial. No período foram 16 acidentes fatais e 560 mortes pelo mundo. Em um dos casos mais extremos, registrado em 31 de outubro, uma aeronave da Metro Jet foi abatida por terroristas, causando a morte de 224 pessoas.

O engenheiro está à procura de parceiros para investir em seu projeto e torná-lo real na aviação.

Fonte: Panrotas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here