Sistema de aviação civil: por que vou estudar isso no curso de comissária de vôo?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

curso de comissária de vôo

Para exercer a profissão de comissária de voo é preciso ter bastante conhecimento teórico e prático. Não apenas sobre como lidar com passageiros e manter a segurança dentro da aeronave, mas também sobre o funcionamento do avião e de todo o sistema de aviação civil.

Mas você já parou para pensar por que essas disciplinas são tão importantes para a formação das aeromoças? Já avaliou quais são os fatores que impactam diretamente suas rotinas e funções no trabalho?

É sobre esse assunto que trataremos no post de hoje. Veja agora por que o curso de comissária de vôo ensina sobre o sistema de aviação civil.

O que é o sistema de aviação civil?

O sistema de aviação civil é um conjunto de acordos, protocolos, acordos bilaterais sobre transporte aéreo e muitas outras regras que regem o funcionamento da aviação. Basicamente, é o que garante que as companhias aéreas possam voar, que os países tenham soberania sobre o espaço aéreo de seus territórios. Na prática, isso significa que essas normativas também regem o trabalho das comissárias de vôo, de toda a tripulação e também dos agentes que trabalham em solo.

Por que ele faz parte da grade curricular do curso de comissária de voo?

Como você pode perceber, o sistema de aviação civil é como um grande manual que rege o funcionamento de aeroportos e espaços aéreos. Nesse sentido, ele é parte importante do curso de comissária de vôo uma vez que absolutamente todos os aspectos da rotina dessas profissionais são baseadas nele. Desde os cuidados que devem ser tomados durante os procedimentos dentro da aeronave, passando pelos direitos e deveres das aeromoças, até mesmo decisões importantes que cada profissional toma ao longo do dia de trabalho. Portanto, podemos dizer que essa é uma das disciplinas mais importantes do curso de comissária de voo.

curso de comissária de vôo

Regulamentação da Profissão de Aeronauta na prova da ANAC

Parte importante do processo para se tornar uma comissária de vôo, a prova da ANAC é o que certifica que o profissional detém todo o conhecimento necessário para exercer a profissão. Dentre os conteúdos avaliados estão as regulamentações da profissão de aeronauta, que nada mais é que o conjunto de normas determinada pelo sistema de aviação para essa categoria. Essa prova é referente a um quarto da nota do candidato no exame e, portanto, não pode ser deixada de lado ou subestimada de forma alguma.

Organização da aviação civil internacional

Quando aprovada na prova da ANAC e pronta para assumir sua posição em alguma companhia aérea, é possível que a aeromoça se candidate a vagas em empresas brasileiras e internacionais. E mesmo que seja empregada inicialmente para voos domésticos, eventualmente ela será alocada nos vôos para fora do país. Por isso, é importante entender que existem normas que são válidas para todo o mundo. Elas são determinadas pela Organização da Aviação Civil Internacional, uma agência da ONU. E para se tornar uma profissional qualificada, é fundamental que as comissárias se mantenham atualizadas e procurem o máximo de conhecimento possível sobre a profissão.

O sistema de aviação civil é parte importante do curso de comissária de vôo. É ele que rege todas as normas e regulamentações para o funcionamento de aeroportos, tráfego aéreo e prática profissional. Portanto, conhecê-lo é uma forma de a aeromoça estar ciente sobre todos os fatores que pesam sobre quaisquer decisões de trabalho.

Você conhecia as informações que trouxemos neste texto? Comente aqui abaixo quais são as suas dúvidas sobre o curso de comissária de vôo!

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×