Início ANAC

Tripulação: Função e Tipos

1747
comissárias-de-voo-checando-os-cintos-de-segurança
comissárias de voo checando os cintos de segurança

Existe dois tipos de tripulação, uma é composta por comandante, responsável pela operação e segurança da aeronave, copiloto auxiliando o comandante, e o mecânico de voo, ajudando-os com os sistemas técnicos diversos, como tripulação de bordo. O comandante é a autoridade desde sua apresentação para iniciar o voo até à aterrissagem e entrega da aeronave.

Os comissários de voo são responsáveis pela segurança, além disso, prestam atendimento aos passageiros a bordo, ajudá-os à guardar bagagens. E são subordinados disciplinarmente e tecnicamente, durante toda viagem, ao comandante. Não é permitido que o tripulante exerça mais de uma função, simultaneamente, a bordo, mesmo que, ainda assim, possua licença para exercê-la. 

Tipos de tripulação

  • Mínima: determinada pelo tipo de aeronave certificada, homologada pela ANAC. Com possibilidade de permissão em voos locais para instrução, experiência, vistoria e translado;
  • Simples: composta de uma tripulação mínima com acréscimo, quando for o caso, de mais tripulantes para a realização do voo;
  • Composta: constituída de tripulação simples, mais o comandante, o mecânico de voo e 25% (vinte e cinco por cento) o número de comissários de voo. A tripulação composta são utilizadas em voos internacionais. No entanto, poderão realizar voos domésticos com exceção de alguns casos como:
  1. Sua utilização estiver definida pelo acordo coletivo de trabalho;
  2. Atender um voo em atraso por questões climáticas ou por qualquer situação não programada; 
  3. Ação humanitária ou transporte de enfermos ou transporte de órgãos para transplante;
  • Revezamento: constituída de uma tripulação simples acrescida de um comandante, um piloto, um mecânico de voo. E quando a aeronave exigir, 50% (cinquenta por cento) do número de comissários de voos. E só poderá operar em voos internacionais.
  • Comunicação tripulação
    Piloto em comunicação

A tripulação só pode ser formada no local de origem do voo, a partir da prévia da escala de apresentação da tripulação com um limite de até 3h (horas) contadas. A jornada só inicia desde a apresentação da tripulação original ou de reforço.

Por fim, é importante ter conhecimento dos tipos de tripulantes, pois cada tipo tem seu limite de horas, sua jornada de trabalho e acomodações para descanso a bordo de aeronave.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

três × cinco =