Comissárias de voo contam como é a rotina de trabalho na aviação



A aviação gera fascínio em mulheres e homens. Há quem sonhe em ser piloto, mecânico de aeronave ou comissário de voo. Conhecer vários destinos é uma das possibilidades que fazem com que tantas pessoas desejem ingressar em uma dessas profissões. No Dia da Mulher, neste sábado (08), as comissárias da MAP Linhas Aéreas contam como é a rotina da profissão e como conseguiram realizar o sonho de trabalhar nessa área, em que o público feminino ocupa grande parte dos cargos.

Os comissários de voo têm responsabilidades que vão muito além de auxiliar os passageiros com a bagagem ou entregar um lanche. São eles que cuidam da manutenção da segurança do voo e conforto dos passageiros.

Atuando há sete anos como comissária de voo, Elieuda de Carvalho travou uma verdadeira luta até conseguir ingressar na profissão. Incentivada pelo pai, que trabalhou por anos no aeroporto como operador de rampa, ela conta que fez o curso de formação de comissário escondido. “O meu marido, na época, não concordava que eu trabalhasse e estudasse. Decidi que precisa ser independente e, por isso, quando ele saía para viajar a trabalho eu ia para as aulas do curso de comissário”, disse.

Depois de formada, Elieuda submeteu-se à banca avaliadora da Agência Nacional da Aviação Civil (Anac) e foi aprovada. Antes de conseguir a primeira oportunidade nessa área, Elieuda trabalhou no check in de uma companhia área. “Quando a MAP Linhas Aéreas abriu seleção para contratação de comissário eu me candidatei. Fui escolhida e, desde então, cada dia me apaixono mais pela profissão”, afirmou.

Elieuda ressalta que a rotina não é fácil. Além do trabalho, ela dedica parte do dia para cuidar do filho, de 14 anos, da faculdade de Direito, que está concluindo, e de si própria. Em 2017, Elieuda travou mais uma luta. Desta vez contra um câncer na tireoide. “Descobri a doença logo no início, mas mesmo assim foi uma fase difícil, que enfrentei de cabeça erguida e com apoio de pessoas especiais”, frisou.

No trabalho, Elieuda diz que os comissários são responsáveis por garantir que os passageiros tenham uma viagem tranquila. “O comissário tem conhecimento em várias áreas e está apto para atuar em situações adversas”.

Uma vida sem rotina e com muitas histórias para contar. Assim a comissária Juliana Soares descreve a profissão em que atua há cinco anos. Para ela, pode fazer parte de várias histórias, diariamente, é o maior prazer da profissão. “Diariamente, vemos pessoas que estão indo encontrar parentes que não veem há anos, que estão mudando de cidade ou que estão indo para um velório. São histórias que nós comissários participamos indiretamente, mas que o atendimento prestado durante o voo pode fazer total diferença na forma como será lembrado pelo passageiro”.

A relação de Juliana com a aviação começou muito cedo. A tia trabalhou na companhia aérea TransBrasil, na área de check in. “Via as fotos dela e sonhava em me tornar piloto. Cresci e decidi iniciar o curso para comissária de voo. A meta era conseguir ingressar na profissão e buscar oportunidades até realizar o sonho de ser piloto”.

Hoje, Juliana conta que a profissão de comissária ganhou bastante espaço em seu coração e o desejo de ser piloto é bem menor. “São rotinas bem diferentes. E o que me faz ser apaixonada pela minha profissão é poder ouvir e vivenciar de perto as histórias dos passageiros e saber que um sorriso, um cumprimento pode fazer a diferença no dia dessas pessoas”.

Como ingressar – Antes de conseguir um emprego como comissário de bordo, há um longo caminho de estudos a ser percorrido, que começa nas escolas especializadas e certificadas pela Anac. É preciso ter no mínimo 18 anos, ensino médio completo e, de preferência, domínio da língua inglesa.

Disciplinas como emergência, primeiros socorros, regulamentação da aviação civil, meteorologia e até sobrevivência na floresta fazem parte do curso. Concluída a etapa de formação é preciso passar pela banca avaliadora da Anac. Somente depois da aprovação pela banca julgadora do órgão, o candidato está pronto para ingressar no mercado de trabalho.



Fonte: https://www.aeroin.net




Processando, aguarde...
https://ceabbrasil.com.br