Nesta sexta-feira, dia 31 de maio, comemora-se o Dia Internacional do Comissário de Bordo em homenagem ao profissional responsável por garantir a segurançaregularidadepontualidade do transporte aéreo. 

Para isso, o comissário conduz os passageiros aos seus respectivos lugares, fornece alimentação e verifica os equipamentos de segurança. 

Mas, afinal, o que é preciso para se tornar um comissário de bordo? 

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), que regula e fiscaliza as atividades de aviação civil no Brasil, existem alguns pré-requisitos para ingressar na profissão. São eles:

  • Ter 18 anos completos;
  • mulheres devem ter, no mínimo, 1,58 de altura e, no máximo, 1,80;
  • os homens devem ter, no mínimo, 1,65 de altura e, no máximo, 1,85;
  • possuir Certificado de Conclusão do Ensino Médio;

Após atender a todas as exigências, os próximos passos são: ingressar em um curso específico de comissário de bordo, ser aprovado no exame teórico da ANAC e possuir o Certificado Médico Aeronáutico (CMA) de 2ª classe.

Como é o curso de comissário de bordo?

Com duração de quatro a cinco meses, o curso oferece aulas teóricas e práticas. As disciplinas teóricas incluem conteúdos como leis trabalhistasleis da aeronáuticapsicologiaconhecimento mecânico de aeronaves, segurança, primeiros socorros e meteorologia.

Já as práticas envolvem treinamentos emergenciais como sobrevivência na selvacombate ao fogo e marinharia. Nessas aulas são feitas simulações de possíveis  imprevistos ou acidentes, com o intuito de preparar os alunos para lidar com situações como quedas e possíveis incêndios, ou afogamentos.

No treinamento de sobrevivência na selva, os estudantes passam alguns dias e noites em uma selva, com pouca água e pouco alimento. \"De início assusta, mas todo mundo se vira muito bem e volta melhor do que foi\", afirma Tainá Cardoso (21), comissária de bordo formada pela Escola de Aviação Civil TAS. 

Além disso, os alunos também possuem aulas de maquiagem e etiqueta. Segundo Isabela Zamboni (26), formada no curso pelo Centro Educacional de Aviação no Brasil (CEAB), há um padrão de maquiagem e uniforme utilizado pelas companhias aéreas que são colocados em prática durante as aulas do curso.

\"As unhas deveriam estar pintadas na cor renda ou vermelho, o cabelo ficava preso em um coque com gel e o uniforme era basicamente meia cor da pele ou preta, scarpin preto, saia com uma fenda, camisa e um blazer. Tinha que estar todos os dias assim, impecável, pois era um treinamento\", conta Isabela.

O curso possui avaliações bem elaboradas, \"com todo o conteúdo que cai na famosa prova da ANAC. Mas estudando dá tudo certo\", acrescenta Tainá. Para retirar o diploma, é necessário ser aprovado em todas as disciplinas.

Exame teórico da ANAC

Depois de ser aprovado no curso de comissário de bordo, o profissional deve se submeter a uma avaliação teórica realizada pela ANAC. Para fazer a prova, é necessário se inscreverpelo site da agência e pagar a taxa de R$ 68,21.

Isabela passou de primeira na prova, mas afirma ter estudado bastante. \"Eu dividia apartamento com mais duas meninas que faziam o curso comigo e era muito conteúdo para decorar, então, a gente espalhava os papéis com os estudos pelo apartamento todo\". 

Para Tainá, a prova foi tranquila. \"Me preparei bastante, porém estava nervosa. Mas o resultado saiu na hora e deu tudo certo, afinal, todo o conteúdo avaliado foi visto no curso\". Segundo as comissárias, a prova é online e de múltipla escolha. Para ser aprovado, é preciso acertar pelo menos 70% de cada matéria.

Certificado Médico Aeronáutico

O CMA deve ser feito para verificar a aptidão física e mental do profissional para a função, com o intuito de evitar riscos de segurança do voo causados por problemas de saúde. 

Os exames podem variar de acordo com a função. Para se tornar comissário, o candidato precisa se submeter a exames de sangueurinaexames cardíacos e radiografia.

 O agendamento pode ser feito online em uma das clínicas credenciadas à ANAC. É necessário informar o Código da Agência Nacional de Aviação Civil (CANAC) do candidato - registro do profissional de aeronáutica na agência, que também pode ser feito pelo site.

O resultado dos exames é disponibilizado no site da ANAC em até dois dias úteis. A cada dois anos, porém, é necessário renová-lo.

Mercado de trabalho

Após ter concluído o curso e ter sido aprovado nos exames, é o momento de ingressar no mercado de trabalho. 

Segundo Tainá, essa etapa não é difícil, mas exige um bom currículo. \"O curso, a ANAC, e idiomas, fazem você se destacar. Se pudesse dar uma dica, seria: tenham o inglês e o espanhol\".

Já Isabela, fala sobre o cuidado na hora de enviar currículos. \"O ideal é enviar vários currículos, mas é importante que isso seja feito pessoalmente\".

Ao ser contratado, o comissário de bordo passa por um treinamento prático e teóricopara entender o funcionamento da aeronave da empresa. Além disso, ele deve cumprir, no mínimo, 15 horas de estágio. Destas, uma hora é reservada para o cheque - uma avaliação feita durante um voo, com a presença de um profissional certificado pela ANAC.

Assim que o procedimento for concluído e o candidato aprovado, a empresa irá solicitar o Certificado de Habilitação Técnica (CHT) para a ANAC, o documento que confere ao comissário a licença para exercer a profissão.

Os comissários sempre iniciam a carreira em voos nacionais, pois, para voos internacionais, requer dois anos de experiência no nacional. Além disso, ao mudar para voos internacionais, também é necessário alterar a certificação junto à ANAC.



Fonte: https://querobolsa.com.br




Processando, aguarde...
https://ceabbrasil.com.br