Notícias - Escola de Aviação Civil CEAB
escola de aviação, comissaria de voo, comissario de voo,comissaria de voo são paulo,curso de comissaria de bordo sp,comissaria de voo brasil,comissario de voo são paulo,comissario de bordo,curso de comissaria de bordo,comissario de bordo curso

Mulheres no manche: companhia aérea forma sua primeira turma de pilotas

As fabricantes de aviação aproveitam o inglês Farnborough Air Show para exibirem novas naves e contratos. A Boeing já anunciou um negócio de 4,7 mil milhões de dólares para a venda de aviões de carga à distribuidora DHL. Já a rival Airbus anunciou esta segunda-feira acordos com quatro companhias aéreas e uma empresa de leasing, sem revelar valores. 

São 14.777 as naves que a Boeing vendeu à DHL. Além dos aviões, a marca de distribuição ainda ficou com os direitos de compra sobre outras sete.  

Do lado da Airbus, há cinco anúncios. A Wataniya Airways escolheu o território inglês para assinar uma encomenda que já havia ficado acordada no último Dubai Airshow. Vai receber 25 A320neo.

Já a Vistara, uma companhia aérea indiana, assinou uma declaração de intenção para a compra de 13 aviões A320neo e também de 37 aviões do mesmo modelo recebidos na modalidade de leasing, num total de 50.

A chinesa Sichuan Airlines quer acrescentar 10 Airbus 350 XWB à sua frota, para reforçar as rotas de longo curso e sem escala. Com igual objectivo, a Starlux Airlines, do Taiwan, assinou um memorando de entendimento para a compra de 17 aviões da mesma gama, dos quais 12 são A350-1000 e 5 são A350-900. 

Por último, a Airbus dá nota de um memorando de entendimento com uma empresa de leasing de aviões, que quer receber 80 aviões A320neo, e que também foi assinado já neste evento. 


Durante os vários dias do festival, que é considerado o maior do mundo no sector da aviação, prevê-se uma grande competição por contratos, especialmente no segmento das naves com capacidade para 100 a 150 passageiros, área na qual tanto a Boeing como a Airbus têm formado novas alianças. 

 

Fonte: https://www.jornaldenegocios.pt/empresas/detalhe/no-maior-festival-aereo-do-mundo-ha-contratos-de-mi