criança no avião

Criança viajando sem os responsáveis? Isso é tarefa para os comissários de bordo!

Aeromoça Comissário de Voo

Assim como gestantes, lactantes, pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, pessoas com criança de colo, idosos e obesos, menores desacompanhados também são passageiros que têm direito a assistência especial dos comissários de bordo.

Isso significa que têm embarque prioritário em relação aos outros passageiros, já o desembarque é feito por último.

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) regulamenta que o atendimento oferecido pela companhia aérea deve visar o conforto, a segurança e o bom atendimento do passageiro.

Uma criança viajando sozinha é uma situação comum em voos domésticos e internacionais, por isso as companhias aéreas já estão bem preparadas para esses casos especiais. Vocês sabem quais são?

Comissários de bordo – regras das companhias aéreas para cuidados de crianças

As regras variam pouco entre elas. Em geral, os assentos destas crianças ficam próximos da tripulação, para que fiquem em constante observação. O embarque é supervisionado por funcionários da companhia e a documentação e a passagem do passageiro ficam com o chefe de equipe durante a viagem.

Leia também: Curso comissários de bordo EAD

 

No desembarque, as crianças são acompanhadas por funcionários até o responsável.

Veja alguns dos serviços especiais oferecidos pelas companhias:

Azul e Gol: são exemplos de companhias que designam um comissário para ficar responsável pela criança até o final do voo.

Air Canadá: é uma das companhias internacionais em que a tripulação fala português, para melhor atender menores de idade que viajam sem os pais. Também oferece material para que a criança fique entretida durante a viagem: um kit com papeis e canetas.

Air France: disponibiliza jogos e filmes infantis, além de refeições especiais.

Lufthansa: muitas companhias internacionais têm salas VIPs para as crianças que viajam desacompanhadas. No caso da Lufthansa, o espaço tem brinquedos e computadores.

Durante o voo, crianças que viajam sozinhas precisam de atenção e cuidados especiais. O comportamento pode variar de acordo com a personalidade, os medos e a insegurança de cada uma. É tarefa da tripulação monitorá-las durante todo o tempo da viagem, para que tudo ocorra da melhor maneira possível.

Mantê-las calmas durante turbulências, checar cintos de segurança, acompanhar idas ao banheiro e mantê-las entretidas durante a viagem são algumas das responsabilidades do comissário de bordo. Em voos nacionais, este tratamento especial é obrigatório para crianças de 5 a 12 anos.

Leia também: Como Funciona o Dia a Dia dos Comissários nas Aeronaves?

Segurança a bordo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code